Organização, desempenho e conhecimentos múltiplos: saiba a importância do Engenheiro de Produção

Assessoria UniToledo

eng1

eng2

O estudante pode esperar do curso e grade curricular, dinamismo e diversas oportunidades de aperfeiçoamento e atividades de pesquisa, extensão e ação comunitária.

O estudante pode esperar do curso e grade curricular, dinamismo e diversas oportunidades de aperfeiçoamento e atividades de pesquisa, extensão e ação comunitária.

Otimizar o uso de recursos materiais, financeiros e até humanos. Essa é a missão do Engenheiro de Produção, que por meio de suas atividades, busca proporcionar mais organização, produtividade e rentabilidade na organização em que está inserido. Você sabia que para isso uma combinação de conhecimentos são necessários? Ele é formado por um misto de Engenharia, Administração e Economia.

De acordo com o coordenador do curso de Engenharia de Produção do UniToledo, Sérgio Mazini, a profissão é importante pois busca a utilização de recursos produtivos (matéria-prima, mão de obra, equipamentos, energia e informações) pensando na sustentabilidade financeira, econômica, ambiental e social. “Esse profissional é o responsável em coordenar todas essas ações nas empresas, pois possui uma formação ampla da área de engenharia, além de formação na área de gestão e economia”, ressalta.

O docente explica que para se tornar um bom Engenheiro de Produção, algumas características são fundamentais. “O perfil necessário deve contemplar algumas características como pró-atividade, planejamento, senso de realização e principalmente pessoas que buscam o desenvolvimento pessoal, profissional, das empresas, instituições e da sociedade como um todo”, afirma.

CURSO
Para quem busca essa carreira, o UniToledo oferece o curso de graduação com duração de cinco anos e muito conhecimento disponível por meio de um corpo docente qualificado, infraestrutura completa de laboratórios e atividades extras.

O coordenador do curso explica que o curso está estruturado de maneira a proporcionar ao aluno uma formação ampla e completa, aliando teoria e prática. “Um diferencial a se destacar é a proximidade que temos das empresas da região e de instituições como a CIESP (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), SENAI, SEBRAE e sindicatos, proporcionando parcerias para projetos práticos onde os alunos experimentam a realidade do mercado de trabalho.”

E, de acordo com o professor, o estudante pode esperar do curso e grade curricular, dinamismo e diversas oportunidades de aperfeiçoamento e atividades de pesquisa, extensão e ação comunitária.

O curso possui diversos recursos como um software utilizado para modelar e simular processos produtivos, jogos práticos que simulam a produção de uma indústria. “Tudo isso, faz com que o aluno precise resolver questões apresentadas pela empresa”, esclarece o docente. “Nossa grade curricular é integrada e dinâmica, onde são trabalhados projetos integradores desde o primeiro semestre do curso”.