Saúde em alta: saiba mais sobre o mercado e atuação do nutricionista

Assessoria UniToledo

nutri5

nutri4

nutri1

O mercado de atuação do nutricionista vem crescendo a cada ano e  o profissional ganha cada vez mais importância na promoção do bem estar e da saúde da população.

O mercado de atuação do nutricionista vem crescendo a cada ano e o profissional ganha cada vez mais importância na promoção do bem estar e da saúde da população.

Nutricionista é o profissional da área da saúde que estuda os alimentos e o efeito que eles produzem no organismo, e as necessidades nutricionais de indivíduos ou grupos para a promoção, manutenção e recuperação da saúde.

Segundo a coordenadora do curso de Nutrição do UniToledo, Adriane Lemos, o mercado de atuação do nutricionista vem crescendo a cada ano e o profissional ganha cada vez mais importância na promoção do bem estar e da saúde da população.

Para exercer a profissão é preciso ter diploma expedido por escolas de graduação em Nutrição devidamente registradas no órgão competente do Ministério da Educação, além de estar regularmente inscrito no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN) de sua respectiva jurisdição.

MERCADO
As principais áreas de atuação do nutricionista são alimentação coletiva, nutrição clínica, saúde coletiva, docência, indústrias de alimentos e nutrição em esportes.

O piso salarial do nutricionista varia em cada unidade federativa do Brasil, dependendo dos acordos coletivos e convenções de cada sindicato. O salário mínimo profissional pode também variar em função da área de especialização, experiência, titulação e setor da economia.

A média salarial no Brasil é de R$ 2.180. O nutricionista pode também atuar como autônomo e empreender sua própria clínica ou consultório, não recebendo necessariamente um salário fixo.

“Diante de todas as tendências e desafios enfrentados no mercado de trabalho, o profissional autônomo é uma tendência cada vez mais forte. No entanto, tanto o trabalho fixo como autônomo trazem retorno financeiro e sucesso, desde que você seja um bom profissional”, ressalta.

A coordenadora afirma que o mercado de trabalho está em expansão. “Nas últimas duas décadas, a carreira de nutrição vem tendo um crescimento expressivo”. Segundo Adriane isso acontece devido a maior preocupação por parte da população com a segurança e a qualidade dos alimentos, distúrbios relacionados à alimentação e com a promoção da qualidade de vida por meio de uma alimentação saudável.

“O mercado para o nutricionista tem-se mostrado extremamente diversificado. Além do mercado tradicional, empresas e indústrias, uma série de setores passaram a procurar os profissionais formados, tais como: clubes esportivos, spas, hotéis, escolas e academias”.

Adriane ressalta que entre as oportunidades mais visíveis destacam-se: nutrição em Saúde Pública, com enfoque nas ações preventivas; Nutrição Esportiva, em consonância com uma tendência de combate ao sedentarismo; Hotelaria e Gastronomia em restaurantes comerciais, tendo em vista a expressiva expansão do lazer e do turismo em todo o mundo.

Na área de Nutrição Clínica, há também uma tendência de crescimento na atuação do profissional em equipes multidisciplinares de atendimento domiciliar, o home care. Outra tendência está associada ao envelhecimento cada vez mais iminente da população brasileira e ao grande potencial de consumo desse segmento, afirma Adriane.

“Estudar e se qualificar, este é segredo para ser um bom profissional. Se o nutricionista não continuar estudando, se atualizando e buscando novas formas de se destacar, dificilmente irá sobreviver no mercado atual, que é extremamente competitivo”.

Edição: Fernanda Muniz