Complementando o ensino: alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo participam de três grandes feiras da área

Álbum pessoal

site 1 site 2 site 3

As visitas técnicas realizadas ao longo da graduação são fundamentais para ampliar os horizontes e descobrir novas possibilidades. Foi com esse objetivo que, no último dia 7 de abril, acadêmicos dos 1º, 3º, 5º e 9º semestres do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo participaram de três grandes feiras da área: a Feicon Batimat, o 23º Salão Internacional da Construção e Arquitetura, a Expo Arquitetura Sustentável e a Pollutec Brasil, todos no São Paulo Expo.

No último dia 7 de abril, acadêmicos dos 1º, 3º, 5º e 9º semestres do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo participaram de três grandes feiras da área: a Feicon Batimat, o 23º Salão Internacional da Construção e Arquitetura, a Expo Arquitetura Sustentável e a Pollutec Brasil, todos no São Paulo Expo.

As visitas técnicas realizadas ao longo da graduação são fundamentais para ampliar os horizontes e descobrir novas possibilidades. Foi com esse objetivo que, no último dia 7 de abril, acadêmicos dos 1º, 3º, 5º e 9º semestres do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo participaram de três grandes feiras da área: a Feicon Batimat, o 23º Salão Internacional da Construção e Arquitetura, a Expo Arquitetura Sustentável e a Pollutec Brasil, todos no São Paulo Expo.

A turma foi acompanhada pela coordenadora do curso, Ana Paula Cabral Sader, que conta que nesses eventos os estudantes têm contato com produtos e fabricantes das mais diversas áreas da construção civil.

Segundo Ana, os alunos puderam aprender sobre técnicas construtivas, características de materiais de construção, conhecer novos softwares de desenho técnico, novas publicações na área de arquitetura e construção, canteiro de obras, entre outras. “Foram mais de 1400 marcas de produtos expostos”, afirma.

O acadêmico do 3º semestre A Gustavo Lopes Belorti participou pela primeira vez das feiras e achou muito interessante e de grande incentivo, pois passou a conhecer melhor algumas técnicas utilizadas na construção, a utilização de novos materiais disponíveis no mercado, de que forma a tecnologia dos softwares podem auxiliar na elaboração de projetos minimizando o tempo de trabalho e a sustentabilidade como aliada da construção civil com recursos e técnicas inteligentes. “Em todos os estandes que passei houve troca de informações, que colaboram para meu aprendizado”.

INTEGRAÇÃO

A coordenadora explica que, além do contato com produtos, técnicas e profissionais do mercado da arquitetura e construção, os discentes têm a oportunidade de ter uma vivência fora de suas cidades de origem, o que traz responsabilidade e espírito de grupo. “Participar de visitas como estas é fundamental, pois complementam o ensino dado em sala de aula”, ressalta Ana.

Gustavo também acredita ser de grande importância participar desses eventos ao longo da graduação, tendo em vista que colaboram positivamente para o aprendizado, além de mantê-los atualizados das tendências do mercado do qual fazem parte como estudantes e futuros profissionais.

Edição: Barbara Franchesca Nascimento