Consultoria e assessoria empresarial com inovação e qualidade: conheça mais sobre a Empresa Júnior do UniToledo

Aline Ceolin – 24/04/2017

empresa_junior_capa

A equipe da Empresa Júnior do UniToledo é composta atualmente pelos alunos Alan Alves Barros, Rubens Kawata, Raquel Lot, Rafael Guedes Ferreira e Jessica Juliane Rodrigues Pereira

A equipe da Empresa Júnior do UniToledo é composta atualmente pelos alunos Alan Alves Barros, Rubens Kawata, Raquel Lot, Rafael Guedes Ferreira e Jessica Juliane Rodrigues Pereira

Você sabe o que é e o que faz uma Empresa Júnior? É uma entidade composta, organizada e gerida por alunos de diferentes cursos da instituição com o principal objetivo de realizar projetos e serviços, visando contribuir com o desenvolvimento do país, além de aplicar na prática conhecimentos adquiridos ao longo da graduação. Formando, assim, profissionais capacitados e comprometidos com diferencial na construção do seu conhecimento.

A Empresa Júnior do UniToledo foi fundada em 1993, sendo a primeira empresa do ramo na cidade de Araçatuba e uma das primeiras do Interior do Estado de São Paulo. Atualmente, é denominada Zenith Consultoria Júnior UniToledo e tem como missão implementar soluções estratégicas para micro e pequenas empresas e projetos de melhorias na própria instituição por meio da colaboração e excelência dos acadêmicos e membros da Empresa.

A equipe da Empresa Júnior do UniToledo é composta pelos alunos Raquel Lot, do 7º semestre do curso de Administração, Rafael Guedes Ferreira, do 3º semestre de Engenharia de Produção, Alan Alves Barros, do 9º semestre de Engenharia Civil, Rubens Kawata, do 9º semestre da Engenharia de Produção, e Jessica Juliane Rodrigues Pereira, do 1º semestre de Engenharia de Produção. O time ainda conta com a supervisão e orientação do coordenador do curso de Engenharia de Produção e coordenador de Pesquisa e Extensão do UniToledo, professor Sérgio Ricardo Mazini.

PRÁTICA ESSENCIAL
Raquel conta que o grupo busca pessoas que tenham ética, paixão, flexibilidade, profissionalismo, comprometimento e responsabilidade socioambiental para que juntos alcancem as metas de desenvolvimento profissional, colaborando para o aprimoramento das instituições e da sociedade.

“A ideia de retomá-la surgiu do momento em que se despertou a necessidade de aliar a teoria vista em sala de aula com a prática, a fim de aprimorar o desenvolvimento profissional dos alunos envolvidos por meio da criação de projetos de melhoria e/ou consultoria”, afirma a estudante.

Alan também ressalta que a necessidade de fomentar atividades práticas é essencial para um aprendizado completo. “A proximidade do aluno à realidade profissional transmite uma sensação de conhecimento palpável”.

PROJETOS
Segundo o coordenador, nesta retomada, a Empresa Júnior encontra-se desenvolvendo projetos internos. O integrante Rafael explica ainda que primeiro serão atendidas demandas internas antes de partir para as externas.

“No momento, estamos com o projeto ‘Reciclando o Amanhã’, que visa a criação de lixeiras para a separação de lixo na faculdade de forma mais sustentável”, revela Raquel. O projeto foi encaminhado pela coordenação do curso de Engenharia de Produção.

Alan aponta que até o momento foram realizadas atividades que visam a administração e o aumento de produção dos laboratórios disponíveis no UniToledo. “Para o segundo semestre, estaremos com a realização de atividade que compõe ação social multi setorial. Faz parte de uma medida não estrutural para a problemática enchente”, revela o acadêmico.

DIFERENCIAIS
Mazini destaca que a Empresa Júnior possibilita aos discentes a prática em várias áreas. “A integração entre alunos de diversos cursos também acaba sendo um diferencial no desenvolvimento de competências necessárias à atuação profissional”.

Segundo Rafael, uma EJ permite um senso de responsabilidade de que o aluno é dono de algo e que pode fazer a diferença desenvolvendo com excelência seu papel lá dentro. Para Alan, o diferencial da Empresa também é a inter-relação entre alunos de diferentes cursos com um mesmo propósito.

Rubens afirma que a Empresa Júnior está o tempo todo envolvida em diversos projetos e desafios, onde os alunos aprendem trabalho em equipe e a lidar com diferentes situações, além de ter constante contato com empresários, ferramentas de gestão, reuniões com profissionais, palestras entre outras vantagens. “Isso tudo faz com que o aluno se desenvolva e aperfeiçoe suas capacidades dando-lhe uma vantagem competitiva no mercado de trabalho”, completa o acadêmico.

“Além do melhor desenvolvimento do aluno, por meio da ligação teoria e prática, a EJ oportuniza criar contatos com empresas e ter experiências reais com o que acontece no mundo dos negócios, tudo com o auxílio dos professores e coordenadores”, ressalta Raquel.

COMO PARTICIPAR
O docente explica que existem duas formas dos alunos participarem. A primeira é fazendo parte da gestão da Empresa e a segunda por meio de projetos e/ou ações sugeridas pela própria Empresa Júnior ou pelos cursos da instituição.

“Os acadêmicos podem fazer parte da Equipe de Diretoria – Diretoria de Marketing, Diretor de Projeto, Diretor de RH, Diretor Financeiro e Diretor Presidente -, assim como também atuando no auxílio de consultor em projetos específicos”, esclarece Raquel.

Edição: Barbara Franchesca Nascimento