Projeto Integrador promove aprendizado teórico e prático aos alunos de Engenharia de Produção

Guilherme Modesto

pintsite1 2 3

Desenvolver um novo produto do setor moveleiro incorporando conceitos de inovação, sustentabilidade e requisitos do cliente foi a missão dada ao 5º semestre do curso de Engenharia de Produção no Projeto Integrador, trabalho composto pelas disciplinas de Planejamento Estratégico, Planejamento de Desenvolvimento de Produto, Processo de Fabricação 1 e Tecnologia dos Materiais.

De acordo com a professora Juliene Navas Leoni, responsável pela atividade, foi proposto à turma, dividida em quatro grupos, o desenvolvimento de estantes com intuito de instalá-las no laboratório de Engenharia de Produção para atender a demanda de armazenamento de produtos e materiais do curso.

A ideia do projeto surgiu em reuniões de professoras sobre possível projeto integrador para a turma. “Fomos elaborando de acordo com uma necessidade real que o curso de Engenharia de Produção tem que é a de armazenar produtos e documentos do curso no laboratório”, revelou a docente.

A partir disso, objetivo de desenvolver estantes desde a ideia inicial até a produção da estante em tamanho real passou por diversas etapas.

PRÉ-DESENVOLVIMENTO
Segundo a docente, os alunos começaram pelo planejamento estratégico dos produtos, ou seja, desenvolveram, dentro das disciplinas, os pontos mais relevantes para criação de empresas do setor moveleiro tais como missão, visão, valores, nome das empresas (fictícias), logotipo e marca.

Além disso, trabalharam também na geração das ideias para as estantes como design, material, tamanho, cor e modelo para então chegarem ao Termo de abertura do Projeto. “Os alunos documentaram a abertura dos projetos de desenvolvimento de novas estantes e desenvolveram a documentação necessária sobre os principais pontos do novo produto”.

DESENVOLVIMENTO
Após a fase inicial, a professora explica que os acadêmicos coletaram as necessidades do cliente, coordenador do curso Sergio Mazini, por meio de uma reunião e com isso desenvolveram os princípios de solução para as necessidades propostas; definiram o design das estantes, a ergonomia assim como o modelo; fizeram os primeiros desenhos das estantes; criaram a lista de componentes e dos materiais que serão utilizados.

“A turma compartilhou os esboços dos desenhos dos produtos para uma aluna de arquitetura que desenvolveu os desenhos em um software”, comentou. “Dessa forma, os alunos obtiveram os desenhos profissionais das estantes a serem desenvolvidas; fizeram contato com fornecedores de matéria-prima; e desenvolveram os protótipos das estantes (as maquetes) para ter real noção de como iriam ficar em tamanho real”.

De acordo com Juliene, os futuros engenheiros de produção adquiriram os materiais junto aos fornecedores e começaram o processo de produção; cortaram as madeiras nos tamanhos necessários e começaram recentemente a montagem das estantes no laboratório de Engenharia Mecânica.

“O lançamento do produto ainda está por acontecer, vai ser quando os alunos vão mostrar as estantes prontas para a comunidade acadêmica do UniToledo e a ideia é levarmos para o Estande do Conhecimento na Expô Araçatuba, banners e fotos de todo o processo de desenvolvimento destes produtos”, revelou.

EXPERIÊNCIA
Segundo o aluno Frederico Manochio Veríssimo, o Projeto Integrador está agregando grandes conhecimentos tanto na área acadêmica quanto profissional. “A atividade está mostrando que no mercado profissional não conseguimos elaborar nenhum produto ou serviço aplicando apenas um conceito ou uma disciplina, afinal a interdisciplinaridade é fundamental para que haja execução harmoniosa”.

Para o acadêmico, que já está em na segunda graduação, a escolha pela instituição se deu pela referência de qualidade que o UniToledo mantém ao longo dos anos. “A faculdade tem aplicado metodologia interessante no meu ponto de vista, que é a metodologia ativa, na qual coloca os alunos para aplicar o conhecimento adquirido em sala de aula além de buscar mais conhecimentos fora dela”.

Já o aluno Guilherme Santelli Barducci ressaltou a importância da atividade que está treinando os futuros engenheiros para o processo de produtos, que vai desde o desenvolvimento até as análises e testes. “O UniToledo está formando profissionais preparados para várias situações para o mercado externo, alunos que serão os primeiros em suas áreas”, finalizou.

Edição: Barbara Franchesca do Nascimento