6º e 8º semestres do curso de Ciência Contábeis do UniToledo participam de palestra com auditor da Receita Federal

André Ferreira – 19/09/2017

contabeis_auditor1

Auditor da Receita Federal Mauro José da Silva trouxe aos acadêmicos conhecimentos sobre Microempreendedor Individual

Auditor da Receita Federal Mauro José da Silva trouxe aos acadêmicos conhecimentos sobre Microempreendedor Individual

Os alunos dos 6º e 8º semestres do curso de Ciências Contábeis do UniToledo participaram de palestra ministrada pelo auditor da Receita Federal Mauro José da Silva. O evento fez parte do NAF (Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal) e integrou a disciplina de Laboratório Contábil, ministrada pela docente Simone Câmara Chaves.

A atividade abordou o MEI (Microempreendedor Individual) também em estudo no NAF. “O objetivo foi promover maior integração entre a Receita Federal do Brasil, a Instituição de Ensino, alunos e sociedade, propiciando, por meio da cooperação mútua, a qualificação dos futuros profissionais contábeis e a prestação de serviços fiscais aos contribuintes de baixa renda com vistas ao fortalecimento da imagem de ambos perante a sociedade e ao desenvolvimento da moral tributária e cidadania, além de fazer com que os alunos estejam aptos a atender a população e orientá-los em relação ao MEI”, explica a professora Simone.

De forma clara, de fácil entendimento e objetiva, a palestra trouxe aos acadêmicos conhecimentos sobre a área de trabalho, esclarecendo dúvidas sobre o ramo empresarial, como o que pode ou não ser feito no dia 19 de setembro.

Segundo a aluna Luana dos Santos Garcia, do 8º semestre do curso de Ciências Contábeis, a oportunidade de participar de atividades como esta é o fato de ser possível absorver ainda mais conhecimento. “É uma área que a cresce a cada dia. Hoje, a quantidade de microempreendedores individuais é grande. Muitos deles não têm noção de quais os direitos e obrigações que têm na prática dessa área. Até mesmo as vantagens e desvantagens de ser um microempreendedor individual”, relata a aluna.

A palestra respondeu às seguintes perguntas: “Quais são as condições para que essas pessoas possam se formalizar como MEI?”, “Quais atividades (serviços) se enquadram na classificação de MEI e quem não pode se inscrever?”, “Quais os benefícios em se formalizar como MEI?”, “Quais são os benefícios previdenciários e suas carências?”, “Como se inscrever e se formalizar como MEI?”, “Quais obrigações Fiscais?”, “Como exercer atividade com segurança?” e “Como ter acesso a linhas de crédito?”.