Professores e aluna de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo recebem voto de aplauso na Câmara de Araçatuba

André Ferreira

site 1 aplauso site 2 aplauso

A aluna Anna Silvia Ramos de Oliveira, do 8º semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo, em conjunto com o professor Michel Silvestre e sob a orientação do docente Claudio Boni mapearam todo o transporte urbano de Araçatuba. O resultado do trabalho científico ajuda os usuários a entenderem os trajetos do transporte coletivo e ganhou voto de aplauso da Câmara Municipal.

A aluna Anna Silvia Ramos de Oliveira, do 8º semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo, em conjunto com o professor Michel Silvestre e sob a orientação do docente Claudio Boni mapearam todo o transporte urbano de Araçatuba. O resultado do trabalho científico ajuda os usuários a entenderem os trajetos do transporte coletivo e ganhou voto de aplauso da Câmara Municipal.

A aluna Anna Silvia Ramos de Oliveira, do 8º semestre do curso de Arquitetura e Urbanismo do UniToledo, em conjunto com o professor Michel Silvestre e sob a orientação do docente Claudio Boni mapearam todo o transporte urbano de Araçatuba. O resultado do trabalho científico ajuda os usuários a entenderem os trajetos do transporte coletivo e ganhou voto de aplauso da Câmara Municipal.

Visando solucionar os principais problemas do sistema de transporte público de Araçatuba, a pesquisa científica desenvolveu um mapa com todas as rotas das linhas dos coletivos da empresa prestadora de serviço na cidade. Para isso, a acadêmica utilizou informações textuais existentes no site da TUA (Transporte Urbano Araçatuba) e as transformou em informação de mapa por meio de softwares de computação gráfica.

“O objetivo foi melhorar a comunicação entre usuários do transporte e a empresa prestadora desse serviço, visto que não havia na cidade nenhum mapa com essas informações. Sendo assim, a aluna Anna Silvia produziu o mapa”, explicou Silvestre.

Segundo o professor, o número de veículos aumenta a cada ano, dificultando a mobilidade da cidade, tornando o transporte público uma das soluções para este problema. “Porém, a falta de comunicação entre os usuários e a empresa que presta o serviço faz com que muitas pessoas não utilizem o transporte público e gera a exclusão na sociedade”.

O docente destaca que, dentro da universidade, é possível elaborar projetos que resolvam grandes problemas na sociedade por meio da pesquisa científica, os quais podem ser implementados na cidade futuramente.

Grata e orgulhosa por ter feito parte do projeto, Anna revelou que tem obtido experiências incríveis e sente muito prazer por ter participado de todas as etapas do trabalho. “Aprendi muito nesses anos, tanto sobre a área científica, quanto sobre design thinking, e sobre transporte público. Neste ano, apresentei meu primeiro artigo em uma conferência internacional (GRAPHICA)”, contou a aluna.

Para a futura profissional, a produção de atividades como a que realizou é muito importante, pois agrega mais conhecimento acadêmico e experiências em campo de pesquisa. “Acredito que estar imersa na área acadêmica contribui muito para a minha formação. Hoje, sei que essas experiências me mostraram que, enquanto arquiteta, posso fazer muito pela sociedade em que vivo”.

RECONHECIMENTO

O voto de aplauso foi requerido pela vereadora de Araçatuba Beatriz Soares que, ao conhecer o trabalho, achou de extrema importância para a cidade. “Quando conheci o projeto notei a necessidade de ser valorizado e incentivado esse tipo de trabalho que traz para dentro das universidades as dificuldades da cidade. É um exemplo um projeto como esse”, ressaltou. A apresentação na Câmara ocorreu na noite do dia 6 de novembro.

A vereadora acredita que a pesquisa científica é um ponto de partida, tanto para a aluna quanto para a universidade. “Para Anna, o projeto traz um olhar para a cidade, o mais importante é transformar o lugar onde vivemos, utilizando o conhecimento, a pesquisa e a extensão. Ao mesmo tempo em que se consegue mudar a cidade, também transforma a universidade ao ver um sentido naquilo que faz: o de extrapolar os seus muros e servir a população”.

Para a aluna, o voto deu incentivo, ânimo e vontade de continuar o projeto e fazer mais pelas pessoas. “Receber o voto de aplauso foi inexplicável. Não há melhor sensação do que ter um trabalho reconhecido. Fizemos pensando no bem da cidade e ficamos extremamente felizes, pois sentimos que estamos no caminho certo”, concluiu a futura arquiteta e urbanista.

A PESQUISA

O trabalho faz parte das atividades do Grupo de Pesquisa “Thinkers” do UniToledo e vinculado aos cursos de Design de Interiores e Arquitetura e Urbanismo da instituição. No primeiro ano de trabalho, foram produzidos três artigos, todos relacionados ao transporte público de Araçatuba, e apresentados no GRAPHICA 2017, evento de nível internacional na área de expressão gráfica. Segundo o professor Michel, o grupo está estudando a evolução do projeto para um aplicativo.

Edição: Barbara Franchesca Nascimento